Design: o poder das linhas.

BMW i8 Concept - carro conceito

BMW i8 Concept – carro conceito

Fator decisivo para a maioria das pessoas na hora da compra de qualquer produto, o design tem o poder de encantar, de apaixonar, ou também o inverso. Quando dizemos “qualquer produto”, queremos dizer que vai desde um aparelho celular, um sapato, ou como é o nosso foco, um carro!

Ao se iniciar o projeto de um novo modelo, as marcas criam protótipos em menor escala (normalente em argila, ou material similar) para “moldar” as formas do mesmo (imagem abaixo). Também são criados conceitos em escala real, para adiantar as linhas que estarão presentes no carro a ser criado (imagem acima).

Projeto em argila - VW Gol

Projeto em argila – VW Gol

Porém, uma questão pode ser decisiva para o desenho final: o dinheiro! Pois é, corta-se custos aqui e ali, e com eles se vão bons desenhos e boas soluções de design. Um caso atual, que causou muita polêmica em seu lançamento, é o Chevrolet Agile, que nasceu do belo conceito GPiX Concept, mas que no final veio ao mundo com um desenho que causou grande movimento na crítica do ramo, com dianteira exagerada e traseira sem graça (imagem abaixo).

Acima GPiX Concept - Abaixo Chevrolet Agile

Acima GPiX Concept – Abaixo Chevrolet Agile

Saindo da parte “burocrática” do design, partimos para a prática onde cada país ou cada região no mundo tem o seu, o que é muito interessante em vista da diversidade visual que podemos ter. Apresentaremos alguns dos principais tipos de design mundiais, sempre mostrando, abaixo, imagens que definem o estilo em questão.

Para começar temos o design alemão, que possui linhas sóbrias, elegantes, normalmente mais retilíneas e com pouca ousadia, mas que apesar disso transmite boa dose de esportividade. Dois exemplos são as fabricantes alemãs Volkswagen e Mercedes-Benz.

Mercedes-Benz Classe E - design alemão

Mercedes-Benz Classe E – design alemão

No Japão, prioriza-se o espírito esportivo na hora de usar a prancheta. Os carros japoneses são sempre muito belos e quase sempre criam referências de design ante a concorrência. A característica são os faróis normalmente afilados e “espichados”, além da tecnologia empregada. Os principais representantes, é claro são Honda e Toyota.

Toyota Auris Touring - design japonês

Toyota Auris Touring – design japonês

Talvez o mais marcante, o design francês não tem medo de ousar, de criar novos traços de estilo, sem contar de sempre serem extremamente modernos e sofisticados em cada detalhe. Alguns veículos beiram o exagero, mas apenas beiram, que fique bem claro. Citroën e Peugeot, pertencentes ao mesmo grupo (PSA) “assinam” as linhas.

Citroën DS5 - design francês

Citroën DS5 – design francês

Claro que não poderia faltar o famoso estilo americano de ser. Criadores dos muscle car, tão em voga atualmente, os americanos não economizam no tamanho e na brutalidade de seus carros. O visual é inconfundível com seu tamanho (vide Ford Fusion de primeira geração), o que os classifica como “barcas”. Não esqueçamos dos SUVs monstruosos, com aparência sempre robusta e imponente. GM e picapes/muscle Ford são o ponto alto da América do Norte.

Ford F-150 - design americano

Ford F-150 – design americano

Em alta no mundo todo, os coreanos aprenderam como fazer belos carros. A Hyundai com sua “escultura fluida”, atrai olhares de todos os lados. Vincos fortes e linhas que vão e vem são a atração principal desse design. Além da Hyundai, já citada, também temos a Kia, mesmo sem um design tão “fluido” como o da irmã.

Hyundai Sonata - design coreano

Hyundai Sonata – design coreano

Os italianos são mais contidos, mas dão aula no quesito harmonia. Os veículos têm visual leve, moderno, com toques de arrojo. É um dos traços mais apreciados na indústria automotiva. A Fiat, dona de Ferrari e Maserati, é o maior exemplo.

Fiat Viaggio - design italiano

Fiat Viaggio – design italiano

Chineses… o que falar deles? De início saíam apenas cópias descaradas de modelos dos mais variados mercados. Apesar de isso estar mudando e a engenharia chinesa estar evoluindo, seus produtos ainda não têm uma linguagem visual própria, criando as vezes soluções um tanto bizarras. Atualmente, as maiores fabricantes da China são a Chery e a JAC Motors.

Chery Cielo - design chinês

Chery Cielo – design chinês

O Brasil é outro que não tem identidade em seus veículos, já que poucos projetos são feitos exclusivamente para o nosso país. O que acontece muito por aqui, são inspirações em modelos globais da marca do veículo desenvolvido, trazendo um pouco de cada para o desenho final. Aliás, a moda por aqui são as versões “aventureiras”, que estão sendo levadas até à Europa.

Fiat Uno - design brasileiro

Fiat Uno – design brasileiro

Mas atenção! Vale lembrar que cada estilo citado não é regra, já que cada montadora tem “sua cara” e produz carros para vários mercados diferentes (mudando o gosto de região para região). Podemos ter um alemão cheio de arrojo, assim como podemos ver um francês sóbrio. A apresentação aqui feita foi para que vocês, leitores, conheçam a nível de curiosidade, como é a exigência em cada parte do mundo.

Texto: Guilherme Fontana

Imagens: NetCarShow

Imagem modelo em argila: iG

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s