Qualquer semelhança não é mera coincidência.

C4 AirCross

Talvez o que muitos não saibam, é que algumas montadoras têm parcerias com outras, o que rende muitos modelos compartilhados entre as mesmas. Dependendo do nível de parceria e de partilhamento, as fabricantes podem produzir carros com o mesmo visual (mudando apenas o logotipo), fazer o mesmo carro mas com visual dianteiro e traseiro com a identidade de cada marca, compartilhar apenas peças como retrovisores (veremos mais abaixo) ou usar apenas a mesma plataforma para fabricar modelos completamente diferentes, porém a nossa intenção aqui é mostrar modelos que evidenciem o projeto em conjunto além da plataforma. Vale lembrar que alguns dos veículos com aparência totalmente iguais, muitas vezes são vendidos no mesmo mercado.

SX4

Alguns dos principais exemplos que citaremos aqui, são as parcerias entre a Citroën e a Peugeot, que formam o Grupo PSA, e a Dacia e a Renault, já que a segunda é dona da primeira.

A Peugeot e a Citroën também têm modelos em comum com a Mitsubishi e com a Fiat. A Fiat, por sua vez, tem carro em comum com a Suzuki, que emprestou um modelo para a Chevrolet. Pois é, é confuso mesmo, por isso mostraremos através de imagens vários casos a respeito. A descrição de cada um é feita embaixo de sua respectiva foto.

Ducato Boxer Jumper

De cima para baixo: Citroën Jumper, Peugeot Boxer e Fiat Ducato.

Citroën Jumper x Peugeot Boxer x Fiat Ducato
As três montadoras compartilham a mesma van, que pode ser para transporte de objetos ou de pessoas. Repare no visual idêntico, que se diferem apenas pelos nomes e pelos logotipos que ostentam na grade.

C4 4008 ASX

De cima para baixo: Mitsubishi ASX, Citroën C4 AirCross e Peugeot 4008.

Mitsubishi ASX x Citroën C4 AirCross x Peugeot 4008
O primeiro fruto dessa parceria, foi o nipônico ASX. Os franceses apareceram juntos um bom tempo depois. Para os mais desatentos, parecem modelos totalmente diferentes, mas note os vincos laterais e os retrovisores. São eles quem denunciam o projeto em conjunto, além do interior de todos eles.

De cima para baixo: Fiat Sedici e Suzuki SX4

De cima para baixo: Fiat Sedici e Suzuki SX4.

Fiat Sedici x Suzuki SX4
Apenas a versão Suzuki é vendida no Brasil, talvez por questão de custos e marketing. Os dois modelos também são idênticos, diferenciando-se pela marca que levam estampada.

De cima para baixo: Citroën C3, Citroën C2 e Peugeot 206

De cima para baixo: Citroën C3, Citroën C2 e Peugeot 206.

Citroën C3 x Citroën C2 chinês x Peugeot 206
Este é um caso especial, pois trata de duas partilhações diferentes. O 206 e o C3 são projetos do grupo PSA e concorrem na mesma categoria, porém a semelhança é menos evidente. Por fora, apenas o retrovisor é igual, mas é por dentro que podemos ver melhor. Volante e alguns comandos são idênticos. Agora, o C2 já provoca uma certa estranheza. O modelo tem a carroceria do Peugeot (repare na lateral), mas com frente e dianteira diferentes, que não podemos dizer que tem o DNA Citroën, pois parece mais uma “gambiarra” para conter custos no mercado chinês.

De cima para baixo: Fiat Freemont e Dodge Journey.

De cima para baixo: Fiat Freemont e Dodge Journey.

Fiat Freemont x Dodge Journey
A Fiat adquiriu, há pouco tempo, todo o Grupo Chrysler, que é composto pela Chrysler, Dodge e pela Jeep. Com isso, a italiana resolveu um problema que há muito lhe atormentava: a existência de um SUV em sua linha. A marca pegou o Journey, trocou o logotipo, inseriu um motor menos potente, baixou um pouco o preço voilà, eis o Fiat Freemont!

De cima para baixo: Chevrolet Tracker e Suzuki Vitara

De cima para baixo: Chevrolet Tracker e Suzuki Vitara.

Chevrolet Tracker x Suzuki Vitara
O jipinho com cara de triste não emplacou no Brasil, mesmo sendo vendido com as duas marcas. Atualmente, a Chevrolet estuda lançar por aqui um novo SUV pequeno, que ressucitaria o nome Tracker, mas que não terá vínculo algum com a Suzuki.

De cima para baixo: Dacia Duster e Renault Duster

De cima para baixo: Dacia Duster e Renault Duster

Dacia x Renault
A Dacia é uma submarca romena pertencente a Renault e produz veículos de baixo custo. Acha que nunca viu nenhum Dacia no Brasil, não é? Pois se enganou. Duster e Logan, por exemplo, são frutos da romena, mas que aderiram ao losango francês pelo motivo de a Renault já estar estabelecida por aqui. Na imagem, o Duster ostentando os dois logos diferentes.

De cima para baixo: Fiat Idea e Lancia Musa

De cima para baixo: Fiat Idea e Lancia Musa

Fiat Idea x Lancia Musa
A primeira geração da Idea, tinha uma irmã mais refinada, da marca europeia pertencente à Fiat, a Lancia. Sua versão europeia, chamada de Musa, tinha visual estranho, com elementos redondos que não combinavam com as linhas gerais do carro. Na traseira, a Musa tinha lanternas que lembravam do Maserati Quattroporte. Novamente, repare na lateral.

De cima para baixo: Toyota iQ e Aston Martin Cygnet.

De cima para baixo: Toyota iQ e Aston Martin Cygnet.

Toyota iQ x Aston Martin Cygnet
Pode parecer bizarro, mas a Toyota e a Aston Martin compartilham o pequeno iQ. A fabricante de superesportivos passou a oferecer o modelo com visual inspirado nos outros modelos e com mecânica superior ao Toyota. Inicialmente, o Cygnet, como foi batizado, era vendido apenas para clientes da Aston Martin, para que pudessem ter um carro ágil e prático no dia-a-dia, sem perder o nível de sofisticação dos modelos maiores da marca.

De cima para baixo: Mitsubishi Outlander, Citroën C-Crosser, Peugeot 4007

De cima para baixo: Mitsubishi Outlander, Citroën C-Crosser, Peugeot 4007

Mitsubishi Outlander x Citroën C-Crosser x Peugeot 4007
A parceria apresentada no segundo exemplo da matéria já é antiga. Antes de usarem um só modelo para criar o ASX, o C4 AirCross e o 4008, as três fabricantes já haviam usado desse artifício em um modelo maior que eles. Outlander, C-Crosser e 4007 são o mesmo produto em embalagem diferente, embora os franceses sejam desconhecidos de muitos. Volto a falar: olhe a lateral dos carros, ela aponta que se tratam do mesmo projeto. Diferentemente dos atuais (ASX e cia.), a traseira dos antigos era bastante parecida também.

|TEXTO| Guilherme Fontana
|IMAGENS| Divulgação/Web

Anúncios

3 Respostas para “Qualquer semelhança não é mera coincidência.

  1. Boa noite,

    Favor verificar fontes, pois veículos como Jumper (Citroën), Boxer (Peugeot) e Ducato (Fiat) não são compartilhados, e sim todos são fabricados pela Iveco, assim todos tem o mesmo fornecedor e não um acordo entre elas para “compartilhar” modelo.

    • Os casos apresentados são particulares. A respeito das vans Boxer, Jumper e Ducato, o relato é apenas sobre o visual e os componentes dos modelos, não levando em conta o meio de produção e compartilhamento das mesmas.

  2. Muito bom o artigo, isso é uma mão na roda em relação a compra de seu veículo.
    Marcas e preços diferentes para comprar “o mesmo” produto.
    Ajuda muito na escolha.
    Temos um C3 em ksa e essa informação com relação ao pegeout e C2 eu n conhecia.

    Grato pelo esclarecimento e o comentário do “asdf” tbm é importante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s