Dois nomes, um carro. Um nome, dois carros. Como assim?

Fusion na América, Mondeo na Europa

Fusion na América, Mondeo na Europa

Já viajou para outro país e encontrou um carro igual a outro que conhece no Brasil, só que com outro nome? Ou então, já viu um carro totalmente desconhecido e quando foi ver o nome, era um já conhecido por aqui? Pois é, isso acontece mesmo. E muito.

Uma das etapas mais difíceis na criação de um modelo, é o batismo. Muitos favores podem influenciar nisso, seja a cultura local, a pronúncia, os trocadilhos, entre muitos outros, o que fazem com que as montadoras se vejam obrigadas a criar dois nomes para o mesmo modelo.

Porém, também há outro caso, em que as fabricantes criam carros totalmente diferentes para mercados totalmente distintos, mas os batizam com nomes iguais (isso, claro, quando os dois não convivem no mesmo mercado). Complicado, não? Pois então vamos aos exemplos, com direito a imagens para melhor ilustração de cada caso!

Ford Fusion americano x Ford Fusion europeu

Ford Fusion americano

Ford Fusion americano

Ford Fusion europeu

Ford Fusion europeu

O Ford Fusion, sedan grande lançado em 2006, não existiu na Europa. Por lá, quem ocupava seu cargo era o Mondeo, que também existiu no Brasil, mas falaremos sobre isso no próximo caso. Voltando ao que interessa, a Europa teve sim o seu Fusion, porém era uma espécie de minivan no mesmo porte da nossa EcoSport de primeira geração, com faróis parecidos com o do sedan e lanternas traseiras semelhantes a do Fiesta da época. Esse Fusion europeu nunca deu as caras por aqui.

Ford Fusion x Ford Mondeo

Ford Fusion

Ford Fusion

Mondeo

Ford Mondeo

Muitos já devem ter visto algum Mondeo rodando pelas ruas brasileiras, apesar de serem figuras raras. O sedan tem o mesmo porte do Fusion americano. Com essa nova onda da Ford, de produzir modelos globais, o Fusion (americano) e o Mondeo acabaram virando o mesmo carro! Ou seja, o nosso Fusion, é idêntico ao Mondeo dos europeus. Porém, a diferença dos nomes permanece. Ufa, que confusão!

Chevrolet Vectra x Opel Astra

Chevrolet Vectra

Chevrolet Vectra

Opel Astra

Opel Astra

Se prepare para outra situação complicada. O último Vectra lançado aqui no Brasil, nunca foi um legítimo Vectra. Ele, na verdade, era um Opel Astra maquiado (e simplificado) de Chevrolet. Ou seja, permanecemos muitos anos com duas gerações do mesmo carro ao mesmo tempo em nosso mercado: o Chevrolet Astra e o Chevrolet Vectra, que não passava de um Astra. Exemplo parecido será dado em instantes, com a Hyundai.

Chevrolet Vectra x Opel Vectra

Chevrolet Vectra

Chevrolet Vectra

Opel Vectra

Opel Vectra

Você deve estar se perguntando “mas de novo o Vectra?”. É, de novo, mas em outro caso. A europeia Opel não tinha só o Astra, ela também tinha o Vectra dela, que ficava uma categoria acima do Astra. Ou seja, era o Vectra de verdade, mas muito requintado para o mercado brasileiro, que recebeu o Astra, batizado de Vectra.

Chevrolet Cobalt brasileiro x Chevrolet Cobalt americano

Cobalt brasileiro

Cobalt brasileiro

Cobalt SS norte-americano

Cobalt SS norte-americano

Para nós, o Cobalt é um sedan pequeno, porém espaçoso e com desenho discutível. Para os americanos, é um modelo que tem carroceria sedan (médio) ou cupê, com direito a versão esportiva SS. O Cobalt americano, aliás, é feito sob o Astra, que é superior ao nosso Cobalt.

Hyundai Tucson x Hyundai ix35

Tucson

Hyundai Tucson

Hyundai ix35 (ou nova Tucson nos EUA)

Hyundai ix35 (ou nova Tucson nos EUA)

No Brasil, Tucson e ix35 são SUVs diferentes, sendo que o segundo é mais sofisticado e tecnológico. Mas nos EUA, o ix35 se chama Tucson, já que lá ele é a segunda geração da Tucson, ou seja, ambos são o mesmo carro. Por aqui, a Hyundai distanciou os dois modelos (e deixou cada um com um nome) justamente para manter os dois em linha e, de certa forma, “burlar” o consumidor.

Kia Cerato x Kia Forte

Kia Cerato/Forte

Kia Cerato/Forte

O Cerato, sedan médio da Kia, recebe o nome de Forte no mercado norte-americano. Lá, toda a linha recebe esse nome, não apenas o sedan, portanto fica: Forte, Forte 5-Door (versão hatch) e Forte Koup (o cupê, aqui Cerato Koup).

Nissan Frontier x Nissan Navara

Nissan Frontier/Navara

Nissan Frontier/Navara

Todos nós conhecemos a Frontier, famosa pela propaganda dos “pôneis malditos”. Mas quase ninguém conheceria se eu a chamasse de Nissan Navara, que é o nome dela em outros mercados. A Nissan do Brasil optou por chamá-la de outro jeito por aqui, pois Navara… bom, acho que não preciso citar que muitas piadas seriam feitas, não é?

Mitsubishi Pajero x Mitsubishi Montero

Mitsubishi Pajero/Montero

Mitsubishi Pajero/Montero

A mesma coisa do caso acima. Em outros países (de língua espanhola), a Pajero passa a se chamar Montero. O motivo? Pajero, de acordo com a língua, se refere ao ato da masturbação, o que não soa muito bem, obviamente!

Volkswagen Bora x Volkswagen Jetta

Volkswagen Bora

Volkswagen Bora

Volkswagen Jetta

Volkswagen Jetta

Esse caso é difícil também. Ambos existiram no Brasil (um ainda existe, o Jetta), mas fora daqui há uma grande confusão com os nomes. Não falaremos do atual Jetta, e sim do que foi substituído recentemente. O sedan é derivado da 5ª geração do Golf, e se chama Bora no México. Ainda no México, o nosso conhecido Bora, derivado do Golf de 4ª geração, se chama Jetta. Há ainda mercados em que o nome “Vento” entra no meio.

Fiat Uno x Fiat Mille

Fiat Uno

Fiat Uno

Fiat Mille

Fiat Mille

O Mille foi lançado como Uno, o que mudou ao passar do tempo. Quando o compacto passou a ter apenas motor 1.0 (conhecido como “mil”, por causa das cilindradas), o nome passou a ser Uno Mille. Mas o Uno se perdeu no caminho, permanecendo apenas o Mille, tornando o Uno outro carro totalmente diferente, que é o atual “novo” Uno.

Chevrolet Corsa x Chevrolet Classic

Chevrolet Classic com visual igual ao antigo Corsa

Chevrolet Classic com visual igual ao antigo Corsa

Chevrolet Classic reestilizado

Chevrolet Classic reestilizado

Outro convívio de gerações. Quem não se lembra do antigo Corsa sedan? Pois é… o carro fez tanto sucesso que acabou se tornando modelo de entrada da Chevolet, permanecendo com o mesmo visual por anos. Agora chamado de Classic, o modelo teve uma reestilização baseada no antigo Sail chinês, que convivia em perfeita harmonia com a última geração do Corsa Sedan, que foi descontinuada pela renovação total da linha da GM no Brasil.

|TEXTO| Guilherme Fontana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s